Header Ads Widget

header ads

Argentino investigado por mais de 20 homicídios na região de Jacobina é preso

Segundo a Polícia Civil, o homem é investigado por crimes nas cidades de Mairi, Várzea da Roça, São José do Jacuípe, Várzea do Poço, Serrolândia, Jacobina, Caldeirão Grande e Saúde (Foto: Reprodução)



O homem que foi preso em Minas Gerais, na quarta-feira (18), investigado por mais de 20 homicídios ocorridos no interior da Bahia, é argentino e estava com documentos falsos quando foi encontrado por policiais militares.


Segundo a Polícia Civil, Vitor Gabriel da Silva Amaral praticou dois homicídios em 2021, na cidade de Mairi, no norte da Bahia. No entanto, ele também é investigado por mortes nas cidades de Várzea da Roça, São José do Jacuípe, Várzea do Poço, Serrolândia, Jacobina, Caldeirão Grande e Saúde, todas localizadas na Bahia.


De acordo com o delegado da Polícia Civil de Mairi, Paulo Victor Muniz Ferreira Magalhães, o investigado praticava homicídios desde os 13 anos de idade e é membro de uma organização criminosa com atuação no tráfico de drogas na região da Bacia do Jacuípe e na Chapada Diamantina, no recôncavo baiano.


O homem já havia fugido da polícia nos estados do Ceará, Goiás e São Paulo. Para encontrar o investigado, a Polícia Militar (PM) de Minas Gerais contou com o apoio da PM de Capim Grosso e do Distrito Federal, além das informações passadas pela Polícia Civil.


A prisão do homem foi investigada e solicitada ao Judiciário pela delegacia de Mairi. Ele será encaminhado para a Bahia, onde ficará custodiado à disposição do Poder Judiciário.


Fonte: G1 Bahia